Arc Àvi Adien

Por traz da euforia, das árvores, daquelas folhas. Nuvens passeiam pelo céu. Húmido azul celeste. A noite caia como que um braço acolhendo o dia.
Sinistras visões de um futuro trágico na cabeça de um grande impressa rio. Pássaros voando livres pelo ar na mente de uma criança. Mamãe, papai, amo vocês!
Uma corrida longa sem destino. Corredores entusiasmados com cada descobertas. Estátuas de pedra e seus olhares tristes. Não tome tudo por sonhos.
Voando, livre pelos céus, o vento passando por entre as assas. A coragem de sonhar, vivendo por entre os laços apertados da vida.
Em outro planeta, em outra vida, o óxigênio fica rarefeito. O coração apertado. Mais afinal, como é que duas moléculas de dois gases conseguem formar agua?
È tão inexplicável quanto.
Que melhor lugar para começar que aqui, que melhor hora que agora?
Translucidas, imprevissiveis, imorais, irrelevantes, elegantes maneiras de dizer adeus sem olhar para traz.
Distritos, detritos, divergências aleatórias sobre os mesmos assuntos, razões para se conformar com algo incurável.
Há de haver um pouco de luz, há de haver um novo espaço para todos os desavisados. Não tomamos conciencia das escolhas melhores até que elas aparecem a nossa frente.
Viva, viva, tome forma e luz, tome um belo gole de vida. De animo para fazer, para nunca esquecer, para mudar ,para crescer, firme, forte, misterioso, imprevisivelmente diferente de tudo. E bom e maravilhoso o seu olhar.
E não captaram isso tudo, e nunca descobriram esse segredo.
É só seu, o poder é seu. Há quem fosse entender. Havia entendido, se perdeu, por entre os difíceis valores da vida. Adeus, adeus. Ficarei com sua imagem, com a lembrança de um tempo bom.

"Eu vejo o horizonte pleno,
Eu tenho os olhos húmidos,
Eu posso estar completamente enganado,
Eu posso estar correndo pro lado errado,
Mais a dúvida é o preço da pureza
E é inútil te certeza,
Eu vejo as placas dizendo,
Não beba, não corra, não morra,
Eu vejo as placas cortando no horizonte,
Elas parecem facas de dois cumes."
(Engenheiros do Havaí)

Sábado é o dia, é o que há.

0 comentários:

Post"s Relacionados




Recomendamos