Mais sujo impossível. A história de um micro valente.



Estão vendo a foto acima? Reparem na quantidade de sujeira dentro do gabinente. A foto não ficou muito boa, mas foi o que consegui com meu celular.
Quando esse micro apareceu na informática eu logo entendi por que ele não estava funcionando. Logo que eu botei os olhos eu já vi o estado da coisa, vocês tinham que ver a sujeira na ventoinha lateral, não sei como a pobre coitada ainda se movimentada. Eu nunca tinha visto tanta sujeira antes - as partes marrons são sujeiras. Olha, se alguem tivesse estacionado um carrinho de mão cheio de barro ao lado e com uma pá tivesse jogado grandes quantidades do material dentro, ele estaria mais limpo. Parecia mais que eles haviam mandado vir uns 3 cúbicos de barro com uma caçamba e despejado em cima.
Quando eu peguei um compressor e joguei ar nele, a nuvem de poeira foi igual a da queda do World Trade Center, atingiu quarteirões. Quase morri sufocado.
Dentro do gabinete estava se formando um crosta natural, as peças lá dentro estavam quase entrando em processo de fossilização. O cooler do processador estava mais para secador de cabelo do que para qualquer outra coisa.
Mais o garoto foi valente, aguentou firme e forte até o resgate. Por sorte, depois de uma bela limpeza, com direito a troca de pasta térmica e limpeza de contatos, ele estava novo em folha.
Então, eu lhe dei algumas dicas para o próximo combate e lá foi ele, com a valentia em seus olhos, com sua ventoinha a velocidade máxima e suas USB's prontas para o ataque.
Fiz um momento de silêncio e dei a minha benção, eu sabia que dá próxima vez que eu o visse, lá viria ele novamente, a beira da exaustão completa.

1 comentários:

  Dangelo

1:50 PM

Também já peguei micro assim ou até pior, como por exemplo micro de uma tecelagem.hehe.
Gostei do novo layout do blog.

Post"s Relacionados




Recomendamos