Um pouco sobre o Googol, o maior número que existe.


Em um belo dia do ano de 1938, o matemático Edward Kasner, resolver batizar um número. Mas não um era número qualquer, era um numero grande, muito grande... não, bizarramente grande. O numero?

10 elevado a 100:

10.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.
000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.
000.000.000.000.000.000

Pela sua magnitude e importância, ele tinha que ter um bom nome. Nosso caro mamemático então pediu a ajuda de alguém muito especial, seu sobrinho Milton Sirotta, de oito anos. Ele apenas disse para o garoto imaginar um número muito grande, mas não infinito. No seu esforço mental, depois de algum tempo, o garoto murmurou algo como "gohgol", e foi o que ficou.
O então Edward Kasner apresentou o googol em seu livro "Matemática e Imaginação".
Achou o nome familiar? Sim, os criadores do Google escolheram um nome quase igual para seu sistema de busca, pois, afirmavam eles, que a web é muito grande e precisava de algo igualmente grande para represanta-la.
Existem algumas variações do nome Googol.

Googleplex: dez elevado a um googol.
Googolduplex: dez elevado a dez, que é elevado a um googol - È um termo usado também quando alguém se refere a um dos complexos de moradia do Google.
Googólgono: é um polígono com um googol de lados.
Googoledro: é um poliedro com um googol de faces.

Para se ter uma idéia, desde de o surgimento da Terra, há aproximadamente 4,5 bilhões de anos atrás, ainda não se passaram um googol de segundos, nem um googol de milésimos, na verdade não é nem perto disso, se passaram "apenas" aproximadamente 10 elevado a 17 segundos. Ou seja para completarmos um googol de segundos teríamos que viver mais 10 elevado a 18 segundos.

Fonte:
Wikipedia.

0 comentários:

Post"s Relacionados




Recomendamos