Motocicleta elétrica no Brasil? Ao custo de R$ 3000? Em 2009?


É isso que a parceria entre a Unicamp e a CPFL promete.



Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a concessionária de energia CPFL uniram-se para desenvolver uma nova motoneta elétrica que deverá estar disponível no mercado brasileiro em 2009.

Moto elétrica nacional

O objetivo é ter uma moto elétrica que custe em torno de R$ 3 mil, que possa ser financiada, que não faça ruídos e não cause poluição.

"A nossa meta de custo é fazer com que esse veículo seja competitivo com a moto tradicional à gasolina. Não vai poluir e vai fazer bem ao bolso de quem compra porque tem um custo por quilômetro operacional muito menor que o da gasolina," afirmou o vice-presidente de Gestão de Energia da CPFL, Paulo Cezar Coelho Tavares.(I.T.)


A moto já tinha sido apresentada antes em exposições, o que falta agora é resolver dois problemas básicos: Autonomia e velocidade.
O veículo atualmente tem autonomia para 50Km com sua carga total, o objetivo é fazer com que ele consiga andar pelo menos 3 vezes mais, 150km, antes de precisar que suas baterias seja recarregadas.
A segunda façanha a ser realizada é aumentar a sua velocidade, de apenas 60Km, o que convenhamos, é pouco para um uso urbano agradável.

Por que não existem carros elétricos ainda? Por que não querem que existam. A tecnologia até existe, mal e porcamente, mas está aí, só esperando ser aperfeiçoada. O fato é que os motivos capitalistas são mais fortes e ninguém está afim de deixar que carros movidos a água, a ar ou a eletricidade saiam por ai pondo a falência grandes corporações.
Para seres que viajam para outros planetas, fazer com que um veículo se mova com eletricidade deveria ser brincadeira de criança.

1 comentários:

  Jefferson

11:27 AM

Cara vc quer msm q eu responda o pq nao tem carros eletricos a vendas ,vc vai se suprender com a verdadeira historia, ai vc nem mais vai querer viver nesse mundo
se puder manda um e-mail pra q eu te mostro
e-mail :jeffersonochato@gmail

Post"s Relacionados




Recomendamos