A história do QWERTY.

Você já se perguntou o por que da organização atual das teclas no seu teclado? Bem , ela tem um nome QWERTY - as cinco primeira letras da esquerda.
A máquina de escrever é o pai do nosso bom e velho teclado, e foi nela que primeiro se utilizou essa nova forma de organizar as letras. Mais tarde criaram o teclado para pc, que era praticamente um cópia da máquina de escrever.
O esquema QWERTY foi criado e patenteado em 1868 (época em que as pessoas costumavam patentear todos os inventos que podiam, úteis ou não) por Christopher Sholes. Logo depois foi vendido para Remington, famosa empresa de computadores, na verdade, a que criou o primeiro computador.
Apesar de vendido para uma empressa de computadores, primeiramente o novo layout de teclas foi usado em máquinas de escrever. O esquema de teclas resolvia um problema que os escritores mais rápidos tinham, o travamento das teclas. Quando uma tecla era apertada, era necessário esperar um certo tempo, até a forma da letra tocar o papel e voltar, para depois apertar outra tecla próxima, o que atrapalhava a performance. O QWERTY resolvia esse problema, os pares de teclas eram colocadas em locais opostos do teclado, de modo que uma tecla visinha raramente precisasse ser apertada.
Isso aumentou em 40% a velocidade de digitação. Graças somente a um novo layout de teclas.



Certo, mas se vocês repararam, esse esquema de teclado foi criado pensado nas máquinas de escrever, onde as partes mecânicas influenciavam na velocidade da digitação. Hoje, com os micro-computadores, será que o QWERTY é a melhor opção? A resposta provavelmente é não. Exemplos de layouts diferentes são o XPeRT e DVORAK, feitos especialmente para acelerar o processo de digitação. Geralmente esses esquemas são feitos para cada lingua em particular. O DVORAK, em origem, é para lingua inglesa, e pode não ser o melhor para nós Brasileiros.
Por que ainda usamos os mesmos teclados? A resposta é a padronização. Por mais óbvio que pareça, os teclados em boa parte do mundo são quase todos iguais. Mudam apenas alguns ascentos. Imagine você comprando aquele notebook direto da fronteira e ele vindo com um teclado totalmente diferente. Não iria ser muito legal não é?
A campanha que se faz, é a troca de teclas manual - sim arrancando elas e trocando elas - e a utilização de um driver diferente. - o que não é muito fácil de achar.

Fontes:
Wikipedia
OUI
Mundo e Educação

1 comentários:

  Mazinho, o André Luis

7:24 PM

Heheheh legal!
Por um problema de configuração de teclado (EN International X PT ABNT2) do notebook que quero comprar, caí por acaso aqui... :P e achei tbm o seguinte site:

O projeto Teclado Nativo [http://tecladobrasileiro.com.br/] traz a versão piloto de uma adaptação tipo DEVORAK para os Keyboards em português (Pt e Br).

É simplesmente um do teclado ABNT2 com teclas trocadas, essa disposição acelera em pelo menos 40% a digitação do nosso idioma.

Vou testar o Br-Nativo num teclado velho meu, pela explicação, e, à primeira vista (teste na tela do pc com palavras ditadas) acho que vai funcionar bem. Se der certo, vou liberar 40% do tempo do trabalho pra ficar atoa... heheheh...

Post"s Relacionados




Recomendamos