O cão de Davis.

Davis tinha um cachorro, um belo cão. Saudável, de pelo macio e dócio como só ele. Davia fazia questão de dar banho nele três vezes por semana, leva-lo para para passear todos os dias e alimenta-lo com ração de qualidade.

Certo dia o visinho de Davis, Andy, saio distraido pela manhã e atropelou o seu cachorro. As patas esquerdas ficaram de um lado da rua, as direitas do outro. O pobre animal nem teve direito a um último latido.

Davis jurou a si mesmo que nunca mais teria um cachorro.

...

É assim que somos, humanamente imperfeitos.

2 comentários:

  Anônimo

12:49 AM

como?

  Didgio

11:58 PM

Seres imperfeitos, que deviam deixar algumas coisas de lado e se importar mais com outras. Que cultivam dores e criam maguas quando deviam aproveitar a vida.

Mais ou menos isso.

Post"s Relacionados




Recomendamos