E para povoar a lua, um belo reator nuclear.


A tem planos para retomar as viagens a lua em 2020 - ou ir até lá de verdade, para alguns céticos.
Bom, eles não querem chegar até e voltar - o que é um tanto inútil -, pretendem ficar um tempo por lá e fazer todas aquelas esperiências. Mas do que isso, a lua seria uma espécie de plataforma de lançamento até marte.
Mas, para viver lá é preciso energia. Vamos colocar painéis solar? Não! Um reator nuclear!
O protótipo proposto tem o tamanho de uma lata de lixo de escritório e tem 40 kilowatts de potência.

Reator nuclear para Lua

O reator nuclear planejado para ser instalado na Lua terá uma capacidade de geração de 40 kilowatts de potência, o que é suficiente para abastecer cerca de oito residências terrestres.

A fissão nuclear consiste na divisão de átomos de urânio no interior de um reator, gerando calor que é utilizado para movimentar um gerador de eletricidade. O processo é exatamente o mesmo das usinas nucleares terrestres, embora o reator lunar seja mais simples.(I.T.)


A idéia e dispensar aquelas altas torres de concreto vistas nos modelos terrestres e enterrar o reator propriamente dito em solo lunar para evitar a radiação. Ele ainda possuirá grandes aletas para dissipar o calor que não é utilizado.
Mal acabaram de poluir a terra e já pensam e sugar tudo que podem na lua. É só eu ou concordam que devíamos investir um pouco mais e achar um meio ecológico para obter energia e viver em harmonia com o universo?

0 comentários:

Post"s Relacionados




Recomendamos