Google, NASA e a internet espacial.


"Este é o primeiro passo na criação de uma capacidade totalmente nova de comunicações espaciais, uma Internet interplanetária, afirmou Adrian Hooke, gerente do projeto, em comunicado da NASA.(I.T.)"


Depois de 10 anos de estudo, uma parceria entre a Google e a NASA começou a gerar os primeiros frutos. Usando uma tecnologia chamada DTN ("Disruption-Tolerant Networking") os pesquisadores transmitiram pacotes de imagens entre a Terra e uma sonda espacial localizada a 20 milhões de quilômetros no espaço.

Vamos as questões técnicas:

Pacotes: pequenos pedaços de informações.

DTN: É o protocolo base do estudo, ele é responsável pelo envio destes pacotes. Mais que isso, ele tem que garantir que a informações cheguem no destino com sucesso. Sem perdas ou erros

Lá fora no espaço as coisas são um pouco diferentes. Um único pedaço de informação pode demorar 20 minutos para sair da origem e atingir o destino. Nem sempre de forma consistente. Os padrões atuais (com exceções) pressupõe uma conexão contínua entre dois computadores, no espaço isso é impossível.
Sabem como é, um meteoro aqui, um planeta tapando sua vista alí, uma pequena tempestade solar na terça. Não existe milagre.
Essa foi a maior preocupação do projeto. Quando você manda uma informação, ela não vai diretamente para o destino, não é uma espécie de raio que salta daqui para a china, ela percorre um longo caminho, passando por vários nós, computadores e dispositivos intermediários que recebem e repassam a informação.
O DTN veio para resolver esse problema. Ele está preparado para os atrasos e desconecções, garantindo a comunicação.

"...o DTN não pressupõe uma conexão contínua entre dois computadores. Se o destino não for encontrado, ou se a rota para não puder ser identificada, o pacote não é descartado.

Em sua inauguração, a Internet Interplanetária tem 10 nós. Um deles é a sonda espacial Epoxi, enviada para encontrar o cometa Halley 2 em 2010. Epoxi é o novo nome da sonda espacial Impacto Profundo, que lançou um projétil sobre o cometa Tempel 1 em 2005.

Os outros nós são sondas espaciais em órbita de Marte e da Terra e computadores no próprio laboratório da NASA que simulam os robôs Spirit e Opportunity que estão explorando Marte.(I.T.)"


O curioso da história é a Google no meio disso tudo. Entrando nas entranhas do universo. Pensando bem, não é tão estranho, afinal, adsense, google, adwords, um dia tudo isso acaba.
Sabem qual é o segredo do pessoal que vive no topo do mundo? Eles tem vários negócios, em diversas áreas. Se qualquer um deles falir, sem problemas, outros continuam firmes e fortes.

Né Silvio?

0 comentários:

Post"s Relacionados




Recomendamos