Cachorro-quente, cachorro mesmo.


A polícia marroquina prendeu essa semana 7 vendedores de cachorro-quente acusados de vender salsichas de carne de cão. Faziam um autêntico "cachorro-quente".
Eles disfarçam misturando ervas e legumes, não que isso fizesse muita diferença.
O grupo estava em atividade a mais de três anos. Eles capturavam os animal em um aterro - o que melhora muito a questão da limpeza -, sabe lá deus como limpavam e depois até revendiam a carne para alguns comerciantes das localidades. Além de fazer suas salsichas, claro.


"Sendo vendidos entre três e seis dirhans (em torno de R$ 0,75 a R$ 1,50) os sanduíches não poderiam ter qualidade mais suspeita", adverte o jornal sobre os -literalmente- cachorros-quentes que recomendando às pessoas que "deixem de pedir salsichas".(G1)


Apesar de bizarro para o ocidente, no oriente, comidas exóticas são muito apreciadas. Em tempos difíceis, o ser humano foi obrigado a se alimentar do que havia.
De qualquer forma, prefiro comer raízes.

PS: Para tornar esse post mais leve, vocês podem ir ver um dálmata andando de bicicleta.

1 comentários:

  Clarissa

3:27 PM

Olá!
Imagina que em alguns locais é comum este tipo de alimentação, assim como comer insetos e outros seres vivos que a cultura ocidental não aprecia. Olha quanto coisa 'comestível' neste artigo: http://pessoas.hsw.uol.com.br/entomofagia2.htm
Abraços!

Post"s Relacionados




Recomendamos